top of page

Curiosidades Sobre as Cidades que Dão Nome Às Nossas Malas

Updated: May 18, 2022

Como você já sabe, nossos modelos de malas recebem o nome de diversas cidades espalhadas ao redor do mundo, de São Paulo até Singapura, e cada mala traz um pouquinho de cada lugar! Sabendo disso, na produção de hoje trouxemos algumas curiosidades sobre três cidades que dão nome as malas.


HONG KONG


Até 1997 Hong Kong era uma colônia britânica, e mesmo quase 25 anos após a Inglaterra entregar o território para a China, ainda é possível ver que a cultura ocidental se enraizou e ainda é muito presente na cidade, desde a forma de se vestir, até o sotaque dos moradores, que se diferencia do resto da China.



As estações de metrô são gigantescas, em 2014, eram por volta de 200 km de linhas e mais de 152 estações, um fato importante é de que a maioria atravessa por baixo d’água, ligando as principais ilhas de Hong Kong.

Já falamos bastante sobre a China e sua cultura nos outros textos do blog, mas vale ressaltar a doutrina e honestidade dos honconguêses, grande parte dos ônibus não possuem cobradores, além dos motoristas não conferirem as moedas que são colocadas em uma caixa para pagar o transporte.

Existem também as famosas lojas autônomas espalhadas não só por Hong Kong, mas pela China inteira. Trata-se de mercados que não possuem atendentes ou caixas, muitas delas não possuem nem câmeras de segurança.


DUBAI


Situada nos Emirados Árabes Unidos é um destino cada vez mais procurado pelos brasileiros.


A extravagância do lugar é uma das primeiras coisas que passam na cabeça quando alguém fala sobre Dubai, além de dar “lar” ao maior prédio do mundo, o Burj Khalifa, lá existe também a maior ilha artificial do mundo, que pode ser vista por satélites na orbita terrestre.


Foram necessários aproximadamente 10,5 milhões de caminhões com a caçamba cheia de areia para dar vida ao ambiente, e recebe o nome de Palm Jumeirah.


Lá você encontra também o primeiro hotel sete estrelas do mundo, isso mesmo que você leu S-E-T-E estrelas, o Burj Al Arab é localizado em sua ilha particular, onde só consegue ser acessado através de uma ponte que o liga à cidade. Um fato importante a se comentar é de que 1790 metros quadrados do hotel são folhados a ouro 24 quilates...


Em 1991 só havia um arranha-céu em Dubai, mas, hoje em dia, 30 anos após, existem cerca de 150 arranha-céus que espantam qualquer um que não esteja acostumado a ver construções tão grandes, e mais de 917 prédios literalmente muito altos.


Não existem rios naturais na cidade, todos são artificiais e não permanentes, devido ao clima seco e árido, além das altas temperaturas.


TORONTO


A cidade canadense é a sétima cidade mais habitável do mundo, além de ser a mais multicultural do nosso planeta, cerca de 50% da população nasceu fora do Canadá.



Possuí cerca de 200 grupos étnicos que falam mais de 180 idiomas e dialetos, o que torna uma das cidades mais diversificadas e acolhedoras também.


Toronto teve por muito tempo o arranha-céu mais alto do mundo, até perder o posto para o Burj Khalifa em Dubai, como citamos ali em cima.


Lá existe o chamado PATH, o maior sistema de pedestre subterrâneo da América do Norte, ele conecta-se com 1200 lojas e restaurantes, 50 torres de escritórios, 20 estacionamentos, cinco estações de metrô e um terminal ferroviário ao longo dos seus 28 km de comprimento.


Cada letra possui uma cor diferente que representa uma direção, a letra P é vermelha e aponta para o sul, o A representa o oeste e tem a cor laranja, o T é azul e aponta para o norte, e o H é amarelo aponta para o leste.


Mesmo que o Canadá tenha duas línguas oficiais: O inglês e o francês, o francês é somente a 12º língua mais falada em Toronto (fala-se mais português na cidade!)


Outra curiosidade importante é o fato de 18,1% da área total da cidade é um parque, chamado de High Park, o local possui um zoológico, parque para passeio de cães, campos de esportes e até trilhas para caminhadas. Toronto tem ampla capacidade de imergir a população na natureza, sem ter que sair da cidade.


Essas foram as cidades que escolhemos para compartilhar algumas curiosidades. Você já viajou para alguma cidade que dá nome a uma de nossas malas? Ou sabe de algo interessante que não citamos no texto? Comenta aí para a gente saber!

0 comments

Comentarios


bottom of page